Tratamentos Corporais

Drenagem Linfática

A Drenagem Linfática da Bellari é uma técnica de massagem que tem por objetivo estimular o sistema linfático - uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo - a trabalhar de forma mais acelerada. Entre os principais benefícios do método estão a redução da retenção de líquido, ativação da circulação sanguínea, combate à celulite e até o relaxamento corporal.

Como funciona:
A Drenagem Linfática é feita com movimentos leves, rítmicos e lentos que não causam dor, tem como objetivo melhorar a circulação linfática e diminuir a retenção de líquidos. É exercida uma leve pressão com as mãos, essa pressão segue sempre o sentido fisiológico da drenagem, ou seja, dos membros em direção ao corpo, ajudando os líquidos a seguirem o caminho linfático. O tratamento combina dermocosméticos que possuem ativos que potencializam a redução de celulite, a redução de edema, melhoram o aspecto de casca de laranja e estimula a circulação sanguínea. Indicada para quem tem retenção de líquidos e celulite, muito recomendada para tratamentos pós-cirúrgicos (inclusive pós-lipo). A Drenagem Linfática acelera a recuperação, evita a fibrose, elimina líquidos que causam inchaço e edemas, atenua as cicatrizes e reestabelece a pele, devolvendo mais rapidamente a sua tonacidade natural.

Indicações:
- Gordura Localizada;
- Celulite;
- Tratamento pós-lipoaspiração;
- Tratamento pós-operatório;
- Problemas circulatórios;
- Inchaço (linfedema)
- Edema de braço posterior à mastectomia;
- Sinusite, rinite e otite;
- Varizes e pernas cansadas;
- Edema da gravidez;
- Síndrome pré-menstrual;
- Enxaquecas;
- Envelhecimento cutâneo

Duração do Procedimento:
- Sessão: 60 minutos
- Periodicidade: Conforme avaliação individual feita com uma profissional da Bellari, mas geralmente são feitas de 5 a 10 sessões com intervalos quinzenais.
- A recuperação é imediata e você pode retornar as atividades logo após o procedimento.
- 03 dias após o tratamento.

Contra indicações:
- A drenagem linfática está contraindicada para pessoas com infecção, pois as células infecciosas podem cair no sistema linfático e se espalhar mais facilmente pelo corpo;
- Pacientes com risco vascular, como insuficiência cardíaca, trombose e hipertensão descompensada também devem evitar o tratamento;
- Pacientes que estejam usando alguns remédios específicos para o tratamento de quimioterapia também são contraindicados, pois há possibilidade de restos tumorais de células cancerígenas serem captados nos linfonodos e metastizados em outros órgãos do corpo;

Agende seu horário